a dor e a delícia de se conviver

29 04 2011

Freud tem um jeito esquisito de pensar. Ele viveu numa época em que nada vinha do inconsciente. O estudo de Charles Darwin sobre a origem das espécies havia sido lançado recentemente.

Quando Freud começou a falar de inconsciente ele tava pesquisando uma doença chamada histeria, cuja “cura” foi alcançada através de “conversas” que traziam à tona “fatos traumáticos” que, por “preservação”, a “mente” os havia “esquecido”.

Coloco aspas assim porque toda simplificação distorce uma idéia bem elaborada. O insight de Freud foi perceber que, também através da linguagem, o ser interior se estrutura.

E, assim como para dentro, para fora os homens também se aglomeram de maneira peculiar e imprevisível. Dois estudos de Freud falam disso. Mal estar na civilização e O futuro de uma ilusão. Em ambos as estruturas da sociedade estão sendo questionadas.


Futuro de uma ilusão.
Aborda a história e os pilares da religiosidade e da crença no Deus cristão, traduzindo e comparando este conflito ao que estrutura a formação da personalidade písiquica. E põe ambos na mesma linha: são ilusões que ultrapassam nossa capacidade de abstração temporal e de idéias.

Baixar || Comprar


Mal estar na civilização.
Em resposta a uma carta questionando suas idéias publicadas em O futuro de uma ilusão, Freud publica essa compiliação que estrutura as idéias gerais do senso comum sobre civilização, evolução e sociedade, pondo-as numa seqüência lógica própria para provar suas idéias. Nada além de uma puta sacada que nunca vai deixar de estar atual, pois é uma leitura crítica a respeito de como nós começamos a nos organizar em grupos, de como as leis surgiram e o motivo de tantas pessoas se submeterem a elas.
Ler || Comprar





saudações ao verão

26 02 2011

Inter-vir

algumas flores só acontecem uma vez por vida
por isso é preciso trocar a máscara a cada colorir de carnaval:
para espalhar pólen na atmosfera

sorrigos gargalhados
toques vespertinos
o cheiro de verão marca a despedida da primavera
logo virão chuvas, coração
doces lágrimas caindo de Deus
lembrando que algumas flores só acontecem uma vez





traição

9 12 2010

as palavras deturpam. estão fartas do fardo de significar os sentidos








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: