velório?

10 11 2007

que mortes a gente sempre morre
ou insiste em morrê-las sem saber
plantamos árvores para que suas sombras
encubram, desencurralem… sobra vergonha

não recebo visitas em meu cemitério
minha dor não é assistida
não deixo-a passar percebida
se faço velórios ou missas, isso é misterio

sou labirinto e sou esquecido
sou cegueira vista dialogando consigo
quem pode ver a mim?

arma carregada, louco, cheio de espadas
sou minhas tantas feridas de jornada
sem que se tenha fim

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: