cárceres privados

14 01 2008

espera dentro dela
por nenhuma música
nem conhece janelas

a dança alucinante não pede socorro
(tbm não mede esforços)
ela gira, sem saber
ela sabe, sem testar
pensa, sem nem querer
mal cabe em seu caminhar

multiestática de passagem
relance inexato apelidade imagem
fecha contratos expirados
esqueletos de sombra no lhar
ajustam a espera por si esma
aguenta, com essa calma carnavalesca
uníssonos enquadrados para
estar estar estar

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: