divida também sua crise

27 04 2008

nehuma liberdade se consente
pois a verdade de sempre
te mente não ser grade
isso à tua frente

carece de conquista até que a semente
no cárcere da mente
brote qualquer frase
verdadeiramente inocente

a utopia confessa estar diante de uma civilização
a mentira espera que consideremos invenção
e, enquanto calamos, aprovamos sua intenção
deixamo-nos à mercê das orientações
apertemos logo esses botões
que me suicidam
porque devo ser eu a mentira
uma sementeferida
pelos vasos de plástico da vida
até cimento de jarro de envolvia
pra conter a mentira
a mais simples
mas eu cresço e minha árvore explica
o qu’é ser livre

divida também sua crise

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: