eu é apelido de equilíbrio

27 03 2011

personalidade tem a medida da corda bamba
onde o bailarino repousa em desespero
navegando para socorrer aos apelos de dentro

a linha mais fixa não é o tempo
este, fino e flexível como mato novo, pronto a despedaçar-se
apodera-se do corpo inteiro, apreendendo-o em sua jaula particular
o tempo soube comandar o mundo
destitua-o, por obséquio
ou as grades se degradarão como efeito de sua presença
agora, o tempo não está presente
porque um eu fora-de-controle
avança loucuras bárbaras
e contamina os trabalhadores

a psicose virou trauma
trate de chapar sua alma

entre uma idéia e a nova
um retrato e o próximo
nossas nuvens de retalhos
(as pistas estão nos recados)
podem tecer de incerteza
todo o passo-a-passo

o ponto de equilíbrio nunca é o mesmo
por muito tempo
é o mesmo o tempo todo
como eu

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: