pequeno poema indivisível

29 03 2011

O tempo eh indivisivel, dize
Quel o sentido do calendario?
Tombam as folhas e fica a arvore
Contra o vento incerto e vario

A vida eh indivisivel. Mesmo
A que se julga mais dispersa
E pertence a um eterno dialogo
A mais inconsequente conversa

Todos os poemas sao um mesmo pema
Todos os porres sao o mesmo porre,
Nao eh de uma so vez que se morre…
Todas as horas sao horas extremas

QUINTANDA, Mário

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: