DIARIO DE PERNAMBUCO: Gravação de professor gera polêmica nas redes sociais

16 05 2011

POR MIRELLA MARQUES
Recife, sábado, 14 de maio de 2011
Durante aula na Católica, no curso de direito, gravada por aluna, educador falou sobre homofobia

Uma aula aparentemente corriqueira na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) acabou se transformando no centro de uma polêmica que está agitando os universitários e as redes sociais. Sem saber que estava sendo gravado por uma aluna, um professor do curso de direito fez declarações consideradas homofóbicas por alguns estudantes, na última quarta-feira à noite. Logo após um informe dado pela diretoria do Diretório Acadêmico (DA) sobre um ato contra a homofobia marcado para terça-feira, Amaro Clementino Pessoa passou a dar sua opinião sobre a mobilização. Para explicar o pensamento, começou a falar sobre uma campanha para defender também os relacionamentos heterossexuais e até mencionou a zoofilia (prática de sexo do homem com animais). “E eles não foram criados por Deus, não?”, diz em um trecho da gravação, que foi feita sem ele saber.

Com a sala de aula cheia, ele afirmou que “hoje tem muita gente querendo aparecer” e que “quem não apóia o movimento homossexual é chamado de quadradão”. As declarações dividiram opiniões na turma do 5º período do curso de direito. “Os pensamentos que o professor expôs deveriam ser guardados para ele. Fiquei estarrecida, indignada e triste. Porque sempre achei ele um bom professor”, afirmou a aluna Madalena Rodrigues da Silva, de 20 anos. A colega de classe, Talita Lima, discordou. “O que o professor disse é que cada um teria direito de expressar suas opiniões”, comentou. Segundo Talita, Amaro saiu em defesa de uma colega que disse que não achava “normal” o relacionamento entre duas pessoas do mesmo sexo.

O caso chegou ao DA de direito. “O professor soltou gracinhas de forma irresponsável. Mas essa foi só uma das reações homofóbicas que acontecem na universidade. Isso só aconteceu porque os alunos também legitimaram a prática preconceituosa”, opinou o presidente do DA, Pedro Josephi. Na gravação, também são ouvidas muitas gargalhadas dos alunos na sala. Surpreso com a repercussão de suas declarações nas redes sociais, o professor de direito do trabalho II conversou com o Diario por telefone. “O que houve foi um tremendo mal entendido. Foram extraídas conversas isoladas. Não veio à tona a pergunta que uma aluna me fez, se eu tinha amigos gays. Não só tenho como eles também frequentam minha casa e vão às festas das minhas filhas pequenas. Nem de longe a homofobia deve ser aceita na sociedade”, justificou.

Em nota oficial, a assessoria de imprensa da Unicap informou “respeitar a diversidade de opiniões, independentemente do posicionamento que elas venham expressar”. De acordo com o vice-presidente da ONG Leões do Norte, Valdécio Júnior, a Justiça não será acionada por enquanto. “Não vamos mover uma ação contra o professor. Até porque, para isso acontecer, os alunos precisariam formalizar uma denúncia contra o professor na sede da ONG, na Boa Vista”, declarou. Valdécio disse estar preocupado. “Essas declarações partiram de um educador”, enfatizou o vice-presidente da organização que defende o direito dos homossexuais no estado.

**TRECHOS DO ÁUDIO
“Agora, vocês já pensaram, gente (interrompe a fala). Não, deixe para lá! (gargalhadas). Vocês já pensaram… É em nome do amor. Bom, um dos fundamentos é esse”
“Olhe, existe uma prática que é muito comum no interior e eu já tive uma namorada muito tempo atrás, fazendeira… Você já pensou alguém despertar um sentimento assim forte também pelos animais?” (risadas)
“Vocês podem pensar ‘professor, mas aí já é demais!’.
E não foi criado por Deus, não? O olhar do animal de repente olha assim… (gargalhadas). Olhe, se você é homossexual, não se ofenda não. Eu tô dizendo que nós somos livres para pensar. Eu sou, você também é”
“O problema é que hoje tem muita gente querendo aparecer. Se você quiser ser o quadradão, você diz que é contra o movimento gay. Quer ver você ser o tal, aí você defende o liberalismo, a homossexualidade e essas coisas. Vai ser considerado pra frentex, geração Coca-cola”

**O áudio da aula está disponível no blog http://www.postodegasolina.wordpress.com

A matéria está disponível no link do Diario de Pernambuco e só está acessível para assinantes.

CORREÇÃO: Diferente do que foi divulgado na matéria, a gravação do áudio foi autorizada pelo professor, sim.

Anúncios

Ações

Information

One response

16 05 2011
Déborah Guaraná

VALE SALIENTAR QUE A GRAVAÇÃO FOI AUTORIZADA SIM PELO PROFESSOR!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: